quarta-feira, 26 de março de 2008

Xô urucubaca!


Têm vezes que parece que algo prende você. Suas forças se esvaem, sua iniciativa é dizimada e o sorriso insiste em se esconder.
Sente que carrega uma tonelada nas costas. E com um fardo deste tamanho, é difícil até respirar.
Você vê olhares de cega pimenteira por todos os lados. Sopram no teu ouvido que não vai dar certo, que é melhor ficar estática. Planos, sonhos e busca para quê?
Nessas horas entro numa igreja e fico lá, quietinha, absorvendo energias que me tranquilizam. ou olho para o mar, aquele horizonte sem fim que me faz ver que somos apenas um pontinho e aonde Iemanjá me lança suas graças. Banho de sal grosso para garantir...
Quero distância de gente agourenta e invejosa!


Postado por Ane Talita às 12:45 PM |



 
quarta-feira, 12 de março de 2008

Aos (Des)Avisados.


Não me venham dizer que sou boazinha, meiguinha e fraquinha...
Nunca disse nada sobre mim.
Me rotulam, mas nem me perguntam do que gosto e do que deixo de gostar. O que sinto. O que quero. Apenas me acham com cara de cordeirinho...Que bonitinho...
Esse inhos todos não me pertencem. Tãopouco me interessam.
Não devo nada a ninguém, e se essa imagem de sofredora de novela que vos satisfaz, aproveitem. Enquanto isso, eu VIVO.
Do meu modo, a minha maneira, do meu jeito. Sem bandarras, amarras e preconceitos.
Pensativa, reflexiva e às vezes até sozinha.
Essa é a que o "mundo" vê.
Alegre, vibrante, prestes à explodir de energia.
Essa é aquela que quem merece conhece.
É o que tenho a dizer.


Postado por Ane Talita às 5:18 PM |



 
domingo, 2 de março de 2008



Já está perdendo o sono, com o coração acelerado, pensando nele.

Cogita possibilidades até então impensáveis para ela.

Estou sentindo que tem um muralha desmoronando...

E um coração prestes a ser libertado.


Postado por Ane Talita às 1:29 AM |



perfil
Ane Talita,21 anos,futura cientista social,possui síndrome de Peter Pan,gosta da calma da praia,mas também gosta da cidade,gosta de sol,mas também gosta de chuva,se dá o direito de gostar de coisas contraditórias.Acredita que o mundo pode ser um lugar melhor e está fazendo a sua parte!


about
Penso com a pele. E uma vez que cansei de opor a razão a tudo, me falta o por quê do cerébro.


posts anteriores
Só um minutinho...
o que será que me dá?
Fechado.
Na sopa
?
morada.
(!)
!
mini-conto, 2 anos entre outras coisas
A primeira hora de 2009


arquivos
Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Novembro 2008 Dezembro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Maio 2009 Julho 2009 Agosto 2009 Outubro 2009 Novembro 2009


outras estações
A Bailarina
Ácido Poético
Aruayê
A vida é cor de rosa
Baba Cósmika
Benjamin, Brecht e Antropologia Blônicas
Casa & Coisas & Tal
Chá de Tharântulas
Contos da Camaleoa
Conversa de Terapeuta
Despojo
Devaneios e Loucuras
Diz,Aline!
Do amor, Laico impropério
(Doenças)Crônicas
Drapetomania
Essência no Ar
Fina Flor
Fragmentos de Jô
Guria
Heteroglossias
Hialoplasma
Infinito Particular
Li du Surf
Mothel
Namastê
Nosensosociais
Nuvens no Varal
O Insólito Ululante
Pagina a Dois
Posta Restante
Relatos de Uma Guerra Pessoal
Sabe de uma coisa?
Surto Psicossomático
O Vestido Estampado
Xexelento's


"profissas"
Andréa Del Fuego
Antonio Prata
Bianca Rosolem
Bruna Beber
Cecília Giannetti
Clara Averbuck
Cléo Araújo
Índigo
Ivana Arruda Leite
João Paulo Cuenca
Marcelino Freire
Marcelo Montenegro
Mário Bortolotto
Mônica Montone
Rosana Hermann
Santiago Nazarian
Tati Bernardi
Xico Sá


design
Layout por Helô Moreira