segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

(Re)Começo



Mais um ano está acabando, hora de fazer aquela retrospectiva, o típico balanço anual.

Outro está começando. As esperanças estão renovadas, estamos cheios de planos, de metas, de vontade.

Ano Novo, vida nova. O que desejo a todos vocês é Dia Novo, Vida Nova! Que em 2008, cada dia seja uma nova oportunidade, que a esperança e a vontade de renocação permaneçam durante todos os meses. Afinal, o ano que está chegando é um livro em branco, esperando que a nossa história seja escrita. E espero sinceramente que a nossa seja cheia de poesia, alegria, amor e boas energias.

Que encontremos novos personagens para nossa história, mas que os antigos e queridos amigos continuem com seu papel fundamental. Que o amor prevaleça e o perdão esteja presente. Que não faltem risadas, abraços, carinhos e momentos divertidos. Que tenhamos perseverança para seguir nossos objetivos. Que aprendamos coisas novas e nos livremos de preconceitos antigos.

É isso que sinceramente desejo a todos nós. O que desejo para mim, desejo pra vocês também. E assim o mundo fica mais bonito!

E que venha 2008, porque já estou com as tintas mais coloridas para começar essa história...

Beijos e sorrisos

Ane*



PS: Queria agradecer muito a todos vocês que de uma forma muito especial participaram e coloriram meu 2007. Com palavras amigas e sinceras. Compartilhando momentos alegres, outros nem tanto assim e dando ouvidos à algumas idéias malucas. Também queria pedir desculpas pelos sumiços (quase um mês sem postar) e prometo que vou tentar me organizar melhor em 2008 para postar mais e comentar com mais assiduidade nos meus blogs preferidos. Vocês me ensinaram uma lição muito importante esse ano, o quanto é bom a gente se expressar sem medo de parecer ridícula quando aqui dentro transborda emoções. Muito obrigada! Todos que passam por aqui, são de formas diferentes, muito especiais para mim!


Postado por Ane Talita às 5:05 PM |



perfil
Ane Talita,21 anos,futura cientista social,possui síndrome de Peter Pan,gosta da calma da praia,mas também gosta da cidade,gosta de sol,mas também gosta de chuva,se dá o direito de gostar de coisas contraditórias.Acredita que o mundo pode ser um lugar melhor e está fazendo a sua parte!


about
Penso com a pele. E uma vez que cansei de opor a razão a tudo, me falta o por quê do cerébro.


posts anteriores
Só um minutinho...
o que será que me dá?
Fechado.
Na sopa
?
morada.
(!)
!
mini-conto, 2 anos entre outras coisas
A primeira hora de 2009


arquivos
Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Novembro 2008 Dezembro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Maio 2009 Julho 2009 Agosto 2009 Outubro 2009 Novembro 2009


outras estações
A Bailarina
Ácido Poético
Aruayê
A vida é cor de rosa
Baba Cósmika
Benjamin, Brecht e Antropologia Blônicas
Casa & Coisas & Tal
Chá de Tharântulas
Contos da Camaleoa
Conversa de Terapeuta
Despojo
Devaneios e Loucuras
Diz,Aline!
Do amor, Laico impropério
(Doenças)Crônicas
Drapetomania
Essência no Ar
Fina Flor
Fragmentos de Jô
Guria
Heteroglossias
Hialoplasma
Infinito Particular
Li du Surf
Mothel
Namastê
Nosensosociais
Nuvens no Varal
O Insólito Ululante
Pagina a Dois
Posta Restante
Relatos de Uma Guerra Pessoal
Sabe de uma coisa?
Surto Psicossomático
O Vestido Estampado
Xexelento's


"profissas"
Andréa Del Fuego
Antonio Prata
Bianca Rosolem
Bruna Beber
Cecília Giannetti
Clara Averbuck
Cléo Araújo
Índigo
Ivana Arruda Leite
João Paulo Cuenca
Marcelino Freire
Marcelo Montenegro
Mário Bortolotto
Mônica Montone
Rosana Hermann
Santiago Nazarian
Tati Bernardi
Xico Sá


design
Layout por Helô Moreira